Tem 30 anos. Pós-graduado com Especialização em Assessoria de Imprensa pela Faculdade do Vale do Ipojuca, graduado em Comunicação Social pela Universidade Estadual da Paraíba.

Já atuou na Rádio São Domingos FM (Brejo da Madre de Deus) em 2007, na Rádio 101,9 FM (Santa Cruz do Capibaribe) de 2007-2008, na Estação Sat (Santa Cruz do Capibaribe) de 2008-2009 e atua até hoje na Rádio Vale AM. Onde desenvolve os trabalhos de produtor e apresentador do programa VALE MAIS.

Atualmente é o responsável pelo Blog do Melqui, assessor de imprensa do vereador Ronaldo Pacas, jornalista da Rádio Vale AM, diretor da Flipi Comunicação e assessor de imprensa da Secretaria Municipal de Assistência Social de Taquaritinga do Norte. Entre em contato pelo blogdomelqui@hotmail.com ou pelo flipicomunicacao@gmail.com.

Acompanhe o Melqui Lima



Mural

Melqui Lima
A Voz do Brasil presta um grande serviço à sociedade. Mas se você não quer deixar de ouvir a transmissão de mais de 1/3 dos jogos da Copa que acontecerão às 19h e quer mais informação de trânsito, música e entretenimento nesse horário, a voz do seu deputado precisa falar por você. Essa é a hora! O Brasil quer a flexibilização do horário da Voz do Brasil votada e aprovada. Particip...
Terça, 22 Abril 2014 17:35
Melqui Lima
Super Manhã - de segunda à ***ta, a partir das 8h da manhã. Tarde Livre - de segunda à ***ta das 14h às 16h. Participe pelos telefones 3731-4033 ou 9275-6290
Quarta, 12 Março 2014 16:44
Deixe o seu recado!

Projeto que alia exercício ao tratamento da enxaqueca abre inscrições ao público

Um projeto de extensão da Asces-Unita que atrela a prática de exercício aeróbico ao tratamento da enxaqueca tem ajudado diversas pessoas a se livrar desse incômodo problema. A iniciativa busca avaliar a influência de diferentes intensidades de exercício na intensidade e duração da dor de cabeça, em mulheres com enxaqueca ou cefaleia do tipo tensional. O projeto é do curso de Bacharelado em Educação Física e coordenado pela professora Yumie Okuyama.


Estudos atuais defendem que aqueles classificados como fisicamente ativos podem ter menos episódios de enxaqueca e uma menor intensidade na dor. Dessa forma, os exercícios físicos vêm se mostrando eficazes na modulação da dor, apesar de a enxaqueca ter características de dores muito fortes, afastando as pessoas das atividades rotineiras.


O projeto foi lançado no semestre passado e os resultados já são perceptíveis. Todas as mulheres que concluíram o acompanhamento e o programa de exercícios tiveram a diminuição da frequência, duração e intensidade da dor de cabeça.


De acordo com a professora Yumie, além de melhorar a qualidade de vida das participantes, a pesquisa também vai ajudar a aprofundar os estudos sobre o assunto. “Percebe-se na literatura uma carência de estudos para evidenciar os benefícios dos exercícios aeróbicos sobre a cefaleia e, principalmente, a dosagem desses exercícios”, explicou. A pesquisa também faz parte da sua tese de Doutorado em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento.


Requisitos e inscrições


Podem participar do projeto mulheres na faixa de 18 a 60 anos, que tenham dois ou mais episódios de enxaqueca por mês. É necessário que não tenham o hábito de praticar atividade física e não apresentem problemas osteoarticulares que contraindiquem a realização de exercício físico.


As inscrições para a nova turma do projeto estarão abertas até o final deste mês e podem ser feitas pelo link: https://bit.ly/2qKboDz. As atividades começam no mês de junho, com dois meses de acompanhamento das dores de cabeça. O programa de exercícios começa em agosto, com três sessões por semana, na Academia Escola da Asces-Unita. Informações: 81 9 9506 8736.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar