Tem 30 anos. Pós-graduado com Especialização em Assessoria de Imprensa pela Faculdade do Vale do Ipojuca, graduado em Comunicação Social pela Universidade Estadual da Paraíba.

Já atuou na Rádio São Domingos FM (Brejo da Madre de Deus) em 2007, na Rádio 101,9 FM (Santa Cruz do Capibaribe) de 2007-2008, na Estação Sat (Santa Cruz do Capibaribe) de 2008-2009 e atua até hoje na Rádio Vale AM. Onde desenvolve os trabalhos de produtor e apresentador do programa VALE MAIS.

Atualmente é o responsável pelo Blog do Melqui, assessor de imprensa do vereador Ronaldo Pacas, jornalista da Rádio Vale AM, diretor da Flipi Comunicação e assessor de imprensa da Secretaria Municipal de Assistência Social de Taquaritinga do Norte. Entre em contato pelo blogdomelqui@hotmail.com ou pelo flipicomunicacao@gmail.com.

Acompanhe o Melqui Lima



Mural

Melqui Lima
A Voz do Brasil presta um grande serviço à sociedade. Mas se você não quer deixar de ouvir a transmissão de mais de 1/3 dos jogos da Copa que acontecerão às 19h e quer mais informação de trânsito, música e entretenimento nesse horário, a voz do seu deputado precisa falar por você. Essa é a hora! O Brasil quer a flexibilização do horário da Voz do Brasil votada e aprovada. Particip...
Terça, 22 Abril 2014 17:35
Melqui Lima
Super Manhã - de segunda à ***ta, a partir das 8h da manhã. Tarde Livre - de segunda à ***ta das 14h às 16h. Participe pelos telefones 3731-4033 ou 9275-6290
Quarta, 12 Março 2014 16:44
Deixe o seu recado!

Diogo Moraes visita obras do novo Plenário da Alepe

O primeiro-secretário da Alepe deputado estadual Diogo Moraes (PSB) visitou as obras do novo Plenário da Assembleia, o Edifício Miguel Arraes de Alencar, ao lado do presidente Guilherme Uchoa (PDT), comitiva de parlamentares e da equipe técnica responsável pela construção. Na ocasião, anunciaram o dia 14 de junho como a data de inauguração do prédio. O espaço tem cerca de cinco mil metros de área construída e contará com três plenarinhos, além de um auditório com capacidade para 142 visitantes.

 

De acordo com Diogo Moraes, no novo espaço também haverá salas de reuniões e de apoio administrativo, além de locais reservados à imprensa e estacionamento para 75 veículos. O Plenário contará com painel eletrônico moderno, similar ao do Senado Federal, que registrará todas as atividades parlamentares. “Investimos em equipamentos modernos, que permitirão aos deputados ter controle de toda a sessão eletronicamente. Com melhores recursos, o legislador poderá trabalhar com mais eficiência, oferecendo respostas mais rápidas às demandas da sociedade”, avalia o primeiro-secretário.

 

Segundo o parlamentar, a galeria destinada ao público que desejar acompanhar as Reuniões Plenárias terá capacidade para receber até 294 pessoas. Esse e todos os outros locais foram projetados para garantir a acessibilidade do edifício, equipado com elevadores e rampas que seguem os critérios estabelecidos pelos órgãos técnicos. “A grande marca deste prédio será a acessibilidade, tendo, inclusive, estrutura para deputados cadeirantes”, acrescenta Moraes.

 

Nilo Coelho – Com objetivo de reduzir os custos da Assembleia com aluguel de imóveis, o Edifício Senador Nilo Coelho, onde funciona o Anexo I da Assembleia, está sendo todo reformado. Quando entregue, em outubro deste ano, abrigará setores administrativos da Casa, estúdios de rádio e TV, novas salas para as Comissões Técnicas e um segundo auditório, com 98 lugares. O primeiro-secretário da casa avalia uma economia anual de cerca de R$ 4 milhões com a entrega dos imóveis locados para abrigar os setores administrativos.

 

Palácio Joaquim Nabuco – O deputado Diogo Moraes anunciou ainda que no dia 30 de junho deste ano será realizada a última Sessão Plenária no edifício histórico Palácio Joaquim Nabuco. No mesmo dia, será lançada oficialmente a restauração do edifício histórico, que se tornará um museu. Segundo o parlamentar, o projeto de restauração do Palácio já se encontra no Ministério da Cultura para captação de recursos da Lei Rouanet.

 

“Estamos propondo um projeto que permita a longevidade do Palácio Joaquim Nabuco, seguindo, inclusive, as orientações do IPHAN para adequação da estrutura para abrigar equipamentos que não existiam à época da construção do edifício, como elevadores e ar-condicionado. Para isso, serão construídas duas cúpulas de vidro na parte de trás do palácio, para retirar tudo que o instituto não concorda que exista. Vamos trazer a essência do prédio. Essa é a nossa concepção. Confesso que é um projeto encantador”, pontua o primeiro secretário.

O primeiro-secretário informa que empresas parceiras já sinalizaram interesse no projeto, a exemplo do banco Santander além de outras instituições. “O investimento do projeto é da ordem de R$ 36 milhões, que será custeado pela Lei Rouanet. Com a aprovação do projeto no Ministério da Cultura será possível dar prosseguimento à essa proposta que está sendo construída há mais de um ano”, finaliza Diogo Moraes.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar